Publicado 12/02/2021

A importância do Valentine’s Day no varejo

a cada ano o Valetines Day ganha mais importância no varejo

A data comemorativa antes rejeitada pelo brasileiro, hoje é um grande dia para o varejo

Afinal, o que fez o brasileiro comemorar o Valentine’s Day? O santo que originou essa tradição, São Valentim, quase nada tem a ver com nossa cultura. Mesmo assim, essa data movimentou milhões de reais e a cada ano o Valetine’s Day ganha mais importância no varejo. Se comemoramos Halloween e até Black Friday, por que não aderir também ao Valentine’s Day, tão popular nos Estados Unidos?

Tudo começou há aproximadamente 15 anos. Com a globalização, a internet e os novos meios de comunicação, as barreiras geográficas diminuíram e as culturas se mesclaram. Assim, alguns brasileiros e comerciantes reconheceram o dia 14 de fevereiro como Valentine’s Day. E isso instaurou uma discussão, comemoramos ou não comemoramos Valentine’s Day?


O brasileiro e seu tradicional Dia dos Namorados

O tradicional Dia dos Namorados, comemorado no Brasil em 12 de junho, surgiu nos anos 50, idealizado por João Dória, não o governador de São Paulo, mas seu pai. 

Unindo o útil ao agradável, o publicitário resolveu a necessidade de reaquecer o mercado no início do segundo semestre dando ao santo casamenteiro, Santo Antônio, sua própria data comemorativa. Assim, desde 1948 os brasileiros comemoram o Dia dos Namorados.

Segundo pesquisa realizada pela Ebit | Nilsen, a data movimentou R$ 2,2 bilhões em 2019 e apesar dos receios relacionados à pandemia, R$ 6,45 bilhões em 2020 segundo pesquisa feita pela Social Miner, um crescimento de 120%.

Trata-se de uma data muito aguardada para o varejo e para os casais brasileiros: restaurantes e cinemas lotam e o mercado de flores fica muito movimentado, assim como o de perfumes e o de eletrônicos. O fato de já haver uma data de comemoração costumeira e aguardada por casais brasileiros foi um dos motivos da resistência ao Valentine’s Day. 


Valentine’s chegou para ficar

Outra inconveniência para o sucesso imediato do Dia de São Valentim foi justamente a data. Era de se esperar que um dia comemorativo que celebra principalmente o amor entre casais justamente alguns dias antes do feriado dos solteiros brasileiros, o Carnaval, suscitaria alguma resistência. Além disso, muitas marcas, como Guaraná Antártica e Havaianas, celebram e reforçam o brasileirismo e o nacionalismo com orgulho, de forma a valorizar traços da nossa cultura.

Mas a data chegou para ficar. Muitos lutaram contra, mas tiveram de se render. Queira ou não, o fato é que o Valentine’s Day vem ganhando cada vez mais importância e destaque no varejo e está se aproximando das datas mais importantes, como Dia das Mães, Natal, Dia dos Pais, Dia das Crianças e até mesmo o nosso tradicional Dia dos Namorados. 


Vantagens de Aderir ao Valentine’s Day no varejo

A principal vantagem de aderir ao Valentine’s Day é justamente o fato de se tratar de uma data relativamente nova no calendário brasileiro: os esforços tomados dedicados a ela podem ser menores. Por ser uma data voltada para o amor, pode ser usada de laboratório para estratégias utilizadas no Dia dos Namorados de junho, ou até mesmo utilizar estratégias parecidas em proporções menores. Além disso, é uma data que no exterior não destaca apenas o amor romântico, mas outros relacionamento também, então você pode tirar proveito disso e ser criativo




Algumas ideias para atrair seu cliente


A realidade aumentada tem se mostrado uma grande aliada nas ações de marketing

A realidade aumentada tem se mostrado uma grande aliada nas ações de marketing, pois é muito versátil e agrega experiência para o consumidor. Pode ser utilizada no Valentine’s Day de diversas formas, da alteração da decoração do ambiente para algo romântico até jogos interativos e desafios ou até mesmo envio de cartas personalizadas.

A Starbucks realizou uma ação para essa data utilizando a realidade aumentada de forma criativa e simples. Os copos da loja transformaram-se em mensageiros românticos. O cliente cadastrava sua mensagem e a enviava para seu valentine (destinatário da mensagem enviada no Valentine’s Day).

Onde quer que estivesse, a pessoa que recebia a carta digital poderia escanear um copo especial de Valentine’s Day e acessar a realidade aumentada temática. O diferencia era que, além de flores e corações, nessa realidade o cliente também lia sua mensagem personalizada, tendo uma experiência fofa e romântica. Veja o videocase dessa ação aqui!

Na Era da Experiência, é necessário garantir a satisfação do consumidor em todos os aspectos de interação com a marca. Muitos encaram a realidade aumentada como algo desafiador, mas a Posigraf tem uma parceria que pode te ajudar a criar experiências incríveis para o Valentine’s Day no varejo.

A plataforma xAR tem como objetivo trazer a Realidade Aumentada para o dia a dia das pessoas e empresas. Sua versatilidade abre portas para que você possa planejar diversas ações criativas para o Valentine’s Day no varejo. 

Conheça mais sobre o xAR clicando aqui!


Marketing de Gentileza em sua campanha.

Não é novidade que clientes amam promoções. As ofertas fazem parte de uma tática tradicional do comércio para aumentar as vendas e movimentar o estoque. E os resultados desse tipo de campanha demonstram que os consumidores brasileiros ficam ainda mais atentos às promoções quando há vouchers envolvidos. 

Existe também a opção de usar técnicas de Marketing de Gentileza em sua campanha. A Ouvi e a Posigraf desenvolveram uma tecnologia que permite entregar gentileza de forma escalável (e rastreável) por meio de cupons. Nossa solução não exige download de um app, nem cadastro em um programa de pontos ou criação de uma senha. As pessoas apenas pegam seus cupons, sentem-se presenteadas, vão até seus estabelecimentos prediletos e, ao receber um mimo, se sentem especiais. Gentileza e cupons com certeza combinam com o Valentine’s Day.

Mas e você, o que acha do Valentine’s Day? Se você se preparou e aderiu ao Valentine´s Day, muito bem! Se deixou essa data passar, que tal adicionar a seu calendário uma ação no próximo ano?